Sábado, 17 de novembro de 2018
69 984098689

23º

Min 22º Max 31º

Nublado

Nova Brasilandia D'Oeste - RO

às 01:17
Brasil

31/10/2018 ás 11h57

217

Tiger

Nova Brasilândia / RO

Snipers terão ordem para matar criminosos que andam armados de fuzis nas ruas do Rio de Janeiro
Governador eleito anunciou que vai determinar um levantamento na polícia do Rio para detectar quem são e quantos são os snipers e criar grupos com autorização para matar
Snipers terão ordem para matar criminosos que andam armados de fuzis nas ruas do Rio de Janeiro

“Sniper (pronuncia-se snaiper: em português chamado de atirador especial, atirador de elite ou franco-atirador . É um militar ou membro das Forças Armadas ou da força policial especializado em tiros de longa distância e precisão”, ensina o Google. Várias equipes dessas, compostas por policiais treinados e especializados, serão a grande novidade que o Rio de Janeiro vai criar, para a guerra contra o tráfico e a bandidagem que assola suas ruas, praias e morros.


Eleito governador do Estado, depois de sair de 1 por cento nas intenções de voto, no primeiro turno, chegar no segundo e ganhar a disputa por larga vantagem, o Juiz de Direito Wilson Witzel, do PSC, avisou que, em seu governo, vai combater o crime com toda a força possível, cumprindo promessa de campanha. Ele anunciou que vai determinar um levantamento na polícia do Rio para detectar quem são e quantos são os snipers e criar grupos com autorização para matar. Isso mesmo.
Todos os bandidos que foram encontrados, seja onde for, armados de fuzil, serão eliminados. É um discurso totalmente antagônico aos defensores dos direitos humanos dos bandidos, incluindo a Rede Globo, que criticou a polícia, em passado recente, quando um sniper matou o bandidão conhecido por Matemático, depois de uma perseguição pelas ruas de uma favela do Rio.
O governador recém eleito disse que cenas como as registradas na manhã desta terça, na Cidade de Deus, um dos locais dominados pelo tráfico e pelo crime, quando foram detectados vários bandidos, todos armados de fuzis, atirando contra um blindado da Polícia Militar, não se repetirão. “Tinha cinco criminosos fortemente armados atirando na polícia. No meu governo, não vai se ver mais isso, porque quando esses bandidos aparecerem com tal armamento, todos serão abatidos pelos snipers”, avisou Wilson Wizel.


Claro que as declarações, dadas numa entrevista à própria Globonews, chocaram muita gente, principalmente aqueles que não foram vitimas da bandidagem e que adoram fazer belos discursos em defesa dos direitos dos assassinos, nunca de suas vítimas. Mas a maioria da população carioca, que votou em peso no programa de combate ao crime e que é refém do crime organizado e dos grupos traficantes, que dominam a cidade há pelo menos duas décadas, está ao lado do seu futuro governante.
Toda essa gente está se lixando para belos discursos. Quer é ver bandido na cadeia ou morto, para que não mate mais inocentes. A partir do governo de Witzsel, se ele cumprir mesmo o que está dizendo, um bandidão vai pensar duas vezes antes de andar pelas ruas armado de fuzil. Poderá ser sua última volta pela cidade, que ele esta ajudando a destruir. Tomara que a decisão seja estendida para todas as regiões do país, dominadas pelo crime!

  

FONTE: Por Sergio Píres

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Opinião de Primeira Por Sérgio Pires

Opinião de Primeira Por Sérgio Pires

Blog/coluna Blog - Opinião.
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados