Quinta, 17 de janeiro de 2019
69 984098689
Brasil

14/12/2018 ás 10h54

80

Tiger

Nova Brasilândia / RO

Mariana Carvalho apresentou decreto para sustar portaria da Aneel que autoriza aumento de energia
O representante da companhia que arrematou em leilão a Ceron, informou à congressista que o reajuste seria na ordem de 30%, mas a Energisa propôs a diminuição desse percentual para 25%
Mariana Carvalho apresentou decreto para sustar portaria da Aneel que autoriza aumento de energia

Logo quando tomou conhecimento na quarta – feira, 12, do reajuste da energia elétrica em Rondônia, a deputada federal Mariana Carvalho (PSDB – RO), segunda secretária da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, apresentou um projeto de Decreto Legislativo para sustar a portaria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que autorizou reajuste na energia elétrica de Rondônia.

Na tarde da quarta – feira, 12, a parlamentar se reuniu com o diretor de relações institucionais do Grupo Energisa, Daniel Mendonça. O representante da companhia que arrematou em leilão a Ceron, informou à congressista que o reajuste seria na ordem de 30%, mas a Energisa propôs a diminuição desse percentual e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o aumento de 27,12%.


Desde o início do seu mandato, Mariana Carvalho vem cobrando a redução do valor da energia em Rondônia. Além de ter feito um duro discurso na Câmara, criticando os problemas deixados pelas usinas do Madeira e o serviço ineficiente com constantes interrupções no fornecimento, ela apresentou projetos de lei que visam um valor justo da energia consumida em Rondônia.

Mariana Carvalho apresentou projeto de lei que regula os Sistemas de Bandeiras Tarifárias nos Estados produtores de Energia Hidroelétrica. Pela proposta, os Estados que produzem energia hidroelétrica, com capacidade de produção superior a 5.000 MW, abrangerão a bandeira verde, conforme regulamento da Agência de Energia Elétrica (Annel) , independente da utilização ou não de sua produção.

O objetivo da matéria é beneficiar os estados produtores de energia elétrica no País, enquanto perdurar a vigência de bandeiras tarifárias. Em 2015, as contas de energia passaram a contar com o sistema de bandeira verde, amarela e vermelha, indicando se a energia custa mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade.

Com o projeto da parlamentar, a população rondoniense será beneficiada, tendo em vista que Rondônia conta hoje com duas das principais usinas do país - Santo Antônio e Jirau – que contribuem de forma significativa com a matriz enérgica brasileira.

A outra proposta de autoria de Mariana Carvalho é a que proíbe as concessionárias de transferir para o consumidor, os custos de prejuízos causados pelo furto de energia conhecido popularmente como “gato”. Ao condenar o novo aumento da energia, a parlamentar declarou: “Vou continuar lutando para que nossa população não tenha que pagar nem um centavo a mais pela energia”.

FONTE: Da Assessoria

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados