domingo, 22 de abril de 2018
69 984098689

29º

Min 21º Max 29º

Trovoadas

Nova Brasilandia D'Oeste - RO

às 12:15

14/06/2017 ás 17h58

326

Tiger

Nova Brasilândia / RO

Aplicação dos recursos do Proleite foram debatidos na Comissão de Agropecuária
Parlamentares querem informações da Seagri de projetos futuros para aplicação de recursos
Aplicação dos recursos do Proleite foram debatidos na Comissão de Agropecuária
Foto: Lusângela França

Sob a presidência do deputado Adelino Follador (DEM) a Comissão de Agropecuária e Política Rural (CAPR) ouviu representantes da Seagri, Emater e Federação de Agricultura, sobre o Projeto Proleite. O encontro ocorreu no Plenarinho da Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (14).


O deputado Marcelino Tenório (PR) explicou que a Comissão precisa saber dos investimentos futuros do Proleite. “De que forma e onde serão gastos os recursos do fundo”.


O coordenador de Desenvolvimento da Agropecuária da Seagri, Julio César  Rocha Peres, disse que os investimentos do fundo Proleite já foram explicados aos parlamentares em reuniões anteriores e que os recursos são liberados pela Seagri, mas os projetos não são de autoria da secretaria. “Nós somente recepcionamos os projetos”, afirmou.


O deputado Marcelino criticou a morosidade do programa. Disse que não concorda com a forma de como está sendo proposto os investimentos do programa.


O presidente Adelino disse que os projetos apresentados indicam a formação de uma nova estrutura enquanto que a Emater tem estrutura suficiente e em todo o Estado, mas não tem recursos suficientes. Por isso, a sugestão é de que os projetos contemplem o fortalecimento da Emater e sua atuação para o fortalecimento da agricultura familiar, através da produção de leite.


Marcelino compreendeu as divergências ocorridas e disse que a comissão está convocando errado. “Temos de chamar o pessoal que compõe o Conselho do Leite para que entendam o que queremos e realizar as devidas justificativas”, explicou.


Também foram relatadas informações sobre as usinas de nitrogênio, cujo pedido do presidente da Federação da Agricultura, Hélio Dias é de que a mesma seja fortalecida e modernizada. “mas não pode acabar”, pediu.


O representante da Emater, Francisco de Assis Sobrinho, disse que o Fundo do Proleite são fundamentais para a manutenção do programa e o fortalecimento da agricultura familiar. “As dificuldades estão nas saídas dos recursos do fundo para o objetivo”. Para ele, a saída é a descentralização do crédito e que já está sendo aguardada a portaria legalizando a situação.


Julio Cesar corroborou afirmando que a burocracia emperra o desenvolvimento dos projetos.


Assis também pediu apoio dos parlamentares, para agilizar as liberações do Laboratório do leite que foi construído na Embrapa e que necessita da creditação do Inmetro e do credenciamento no MAPA.

FONTE: ALE/RO - DECOM – Geovani Berno

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados